Prefeito de Piranhas suspende leite das crianças carentes

Esse fornecimento acontecia há anos na cidade e beneficiava mais de 1.000 crianças por dia.



Por Redação
Doutor Dante
Doutor Dante (Divulgação)

Em Piranhas, sertão de Alagoas, não se fala outra coisa senão nos últimos atos do Prefeito médico Dante Alighieri (PDT). É que no ultimo dia 08 desse mês, o prefeito pedetista surpreendeu a todos suspendendo o fornecimento de leite para as crianças carentes da cidade.

Esse fornecimento acontecia há anos na cidade e beneficiava mais de 1.000 crianças por dia.

Dr. Dante Alighieri mandou projeto de lei para o legislativo piranhense no intuito de instituir um “bolsa-leite” no valor de R$ - 50,00 (cinqüenta reais) por mês para cada família beneficiada anteriormente pelo programa de distribuição de leite.

O programa de distribuição de leite (Lei 20/2009) instituído na gestão da ex-prefeita Mellina Freitas (PMDB) abrangia várias ações, como: distribuição de passagens, de medicamentos, consultas e exames médicos, internamentos e procedimentos hospitalares, distribuição de óculos, de materiais escolares e livros didáticos, auxílio funeral, alem da distribuição de leite e cestas básicas para mais de 1.000 (mil) crianças carentes e suas famílias.

No ultimo dia 11/03 o Dr. Dante Alighieri concedeu entrevista na radio Xingó FM (98.1) em Canindé de São Francisco – SE e confirmou no programa Á Hora da Noticia , apresentado pelo radialista Renner Alves, que parou, de fato, a distribuição de leite para as crianças carentes para instituir o programa, segundo o próprio prefeito, intitulado de “bolsa-leite” no valor de R$ - 50,00 por família.

Segundo o Prefeito as mães terão que todo final de mês levar na secretaria de Ação Social de Piranhas as notas fiscais de compra de leite para que a gestão possa ter a certeza de que o dinheiro esta sendo usado para o seu devido fim e não cumprindo as exigências o beneficio será cortado no mês seguinte.

Durante a entrevista do Prefeito de Piranhas , o ex-vereador por Piranhas pelo PTB Cícero de Verinha, participou por telefone da entrevista e se disse indignado com a suspensão da distribuição de leite afirmando ainda que varias mães estavam procurando-o e se queixando que os filhos delas estavam sem o leite e não tinham como comprar.

Questionado pelo apresentador do programa sobre essa questão das mães estarem sem o leite e sem ter como comprá-lo o prefeito foi enfático e disse que as mães fossem comprando fiado e no final do mês pagariam os mercadinhos com o dinheiro do “bolsa-leite”.

O Prefeito disse ainda que o leite que estava sendo distribuído era de péssima qualidade, contendo água e maisena e que os produtores rurais de Piranhas precisavam melhorar a qualidade do leite.

Sobre o fato do município esta em decreto de emergência, podendo assim comprar em caráter emergencial leite e distribuir o prefeito disse que não faria isso, apesar de poder, e que faria uma licitação para compra de leite, mas temia que gigantes como a ‘Camila’ e outras empresas lácteas viessem e ganhassem a concorrência da licitação, fazendo com que o dinheiro circulasse fora do município.

Na quarta-feira(13) pela manhã (13/03), aconteceu no Ginásio Vereador Demócrito Ventura uma reunião do Executivo, Legislativo e mães beneficiadas com o programa de distribuição de leite.

Nesta solenidade o Vereador Bráulio Lisboa (PP) usou à palavra e pediu que a Prefeitura voltasse urgentemente com a distribuição de leite para as Crianças Carentes do nosso Município. 

"Eu quero que o Sr Prefeito volte com a distribuição do Leite para as Mães o imediatamente, é inadmissível que para se por em discussão se cria ou não um cartão, se tenha que interromper com a doação do leite para as crianças, reiterou o Vereador Bráulio sobre aplauso da população que compareceu ao Ginásio.

Passada a palavra para o Vereador Cleudinho de Maristela (PP) concordou com o colega vereador que o "corte" do fornecimento do leite tem criados danos sérios à população piranhense que desde sexta feira (08/03) está sem receber.

O projeto de Lei apresentado pelo Dr. Dante na ultima sessão da câmara de vereadores (08/03) foi colocado em discussão e pode ser votado na próxima sessão (15/03).

Ainda na sessão polemica do dia 08, onde o plenário da câmara ficou lotado, o Vereador Renato Rodrigues (PMDB) fez uso da tribuna da casa e fez uma denuncia grave, segundo o vereador a Prefeitura contratou uma pessoa analfabeta para entregar os remédios no posto de saúde do Distrito Piau e a funcionaria entregou um remédio errado, diferente do receitado pelo medico, e a mãe da criança após observar o erro procurou o mesmo medico para mostrar a situação e o medico afirmou que estava errado e que o uso daquela medicação poderia levar ate a óbito a criança caso a mãe não tivesse observado esse erro da funcionaria.

Ainda no posto de saúde do Distrito Piau o medico Dr. Adilson afirma estar sendo vitima de perseguição, pois ganhava R$ - 9.500,00 (nove mil e quinhentos reais) e desde janeiro, quando o Prefeito novo, Dr. Dante assumiu, o salário do medico vem sendo R$ - 1.800,00 (um mil e oitocentos reais), o medico afirma que já acionou o sindicato e já esta em contato com o ministério publico da comarca de Piranhas.

Desde que assumiu a Prefeitura de Piranhas o Dr. Dante vem sendo criticado nas redes sociais e nas ruas da cidade, um secretario já se demitiu (Secretario de Saúde) e mais dois enfermeiros, Iranny Mesquita e Francisco, também saíram dos cargos que estavam ocupando devido a desentendimentos com o gestor municipal.

A gestão do Prefeito Dante é uma das mais polemicas já vista no município e o Ministério Publico esta sendo ‘provocado’ a agir diante da situação de nepotismo no município, o prefeito tem o sogro Raymundo Rodrigues (Secretario de Finanças), o tio Luis Carlos (secretario de Cultura), a Irma Hylnara Salatiel (procuradora geral) alem de filhos e sobrinhos de secretários municipais ocupando o alto escalão.

por Blog do Bernadino/CadaMinuto



Veja Mais