Minuto Sertão

buscar

Postado em em NotíciasPolícia

Polícia prende em Maravilha cinco acusados de integrar quadrilha de tráfico de drogas

Drogas, armas de fogo, munições e um menor de idade foram apreendidos durante a operação.

Por Jota Silva

A Polícia Militar prendeu neste domingo (1), mais cinco pessoas e apreenderam um adolescente de 16 anos de idade acusados de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas. As prisões aconteceram em continuidade a uma operação iniciada na tarde da última quinta-feira (28), nos municípios de Maravilha e Ouro Branco.

Todas as detenções e a apreensão do menor foram efetuadas durante todo o dia, no bairro Mourão, zona periférica da cidade de Maravilha. Foram presos Marcos Barbosa Limeira, vulgo “Marquinhos”, 22, Antônio Caique Araújo Nascimento, 18, Higor Rafael da Silva, 20; Carlos Soares Henrique, Jeimyson Alves Teixeira, conhecido como “Preto”, 24.

 “Marquinhos” e Carlos Soares foram encontrados juntos com 13 pedras de crack; Caique e Higor estavam com 20 unidades da droga; o adolescente de 16 anos portava uma espingarda calibre 12 e 10 pedras do entorpecente; “Preto”, também portava uma espingarda calibre 12.

Ao todo, com os acusados, os policiais encontraram 43 pedras de crack, duas espingardas do mesmo calibre e seis cartuchos das referidas armas de fogo, além de R$ 300,00, em dinheiro.

Segundo o Capitão Winston Santana, comandante da 2ª Companhia de Polícia Militar de Ouro Branco, o acusado “Preto” seria o líder de uma boca de fumo que funcionava no mesmo bairro onde foi detido. O criminoso teria ficado responsável pelos negócios do tráfico, logo que o chefe dele, conhecido como “Magno”, foi assassinado por outros traficantes.

O capitão explica que todos os presos tinham ligação com a gerente de um bar, em Ouro Branco, identificada como Cristina Leite da Silva, 35, além do jovem José Edinaldo Gomes Barbosa Silva, 23, ambos detidos na última quinta-feira (28), em Ouro Branco e Maravilha, ocasião em que um adolescente acabou apreendido. Conforme Winston, Ana Cristina seria quem recebia a droga diretamente dos fornecedores, traficava no seu local trabalho e contava com José Edinaldo e alguns menores para repassar os entorpecentes para “Preto”, suposto chefe da boca de fumo, em Maravilha.

Ainda de acordo com o oficial, foram denúncias anônimas da população que levaram a PM a monitorar a quadrilha por quase dois meses, através do Serviço de Inteligência do 7º Batalhão. O militar assegura que a operação vai continuar com o objetivo de coibir o tráfico de drogas e o aliciamento de menores para a prática criminosa na região.

O Sargento Jeová Bezerra, comandante do Grupamento Militar (GPM) de Maravilha, assumiu há oito dias aquele destacamento e se diz preocupado com a situação em que se encontra a cidade. Bezerra relata que realizou um levantamento em parceria com o Ministério Público e constatou que 70% dos jovens e adolescentes do município são viciados e estão envolvidos com o tráfico de drogas.

A operação foi desencadeada pelos comandantes Winston Santana e Jeová Bezerra. Foram utilizadas três viaturas, sendo uma da cidade de Poço das Trincheiras. Ao menos 12 policiais participaram da ação.

O material apreendido e os presos foram levados para a 2ª Delegacia Regional de Polícia, em Santana do Ipanema. Os acusados foram autuados em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha e tráfico de drogas.

Atualizado às 9h30 - Corrigido número de presos, material apreendido e horário das prisões. Também foi acrescentada a fala do comandate do GPM de Maravilha.

MAIS FOTOS

Relacionados

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

  • Ojusto

    Ojusto

    Mtoo Beem , Parabéens ao Grupamento que mesmo com poucas condiçoes de trabalho ,vem desenvolvendo um bom trabalho em Maravilha de acordo com suas limitaçoes !

  • Gabriel

    Gabriel

    bom trabalho da polícia militar.Parabéns ao capitão winston e o Sargento Jeová Bezerra e aos demais policiais!